2 anos de Canadá: como tem sido até agora?

 

Ola caros! Parece que foi ontem que havia finalmente tomado coragem e entrado na sala do meu chefe para pedir demissao. Motivo: buscar uma vida mais tranquila e segura em terras canadenses. Nas proximas semanas completo 2 anos de Canada e muita coisa aconteceu nesse período! Decidi fazer uma reflexão e relato de como foram esses primeiros dois anos. Trata-se de um relato pessoal.

Preparação

Num primeiro momento havia definido Maio de 2017 como data da partida, porem o fato de eu ter escolhido uma cidade turística tornou um grande desafio (praticamente impossível) encontrar algo a preço acessivel para os meses de verão. Minha ideia era vir com um apartamento alugado. Muitas pessoas decidem ficar em hotel por algumas semanas, ate um mês, mas para mim não apenas seria um gasto grande, mas um transtorno pois estariamos com muita coisa. Trouxemos praticamente apenas nossas roupas e itens mais pessoais, e isso deu em exatamente 15 caixas/malas! Imagina o transtorno entrar num hotel com 15 malas, para em poucas semanas mudar novamente? Sem chances!

Ao mesmo tempo eu não poderia atrasar muito a mudança pois o ano escolar aqui no Canada começa na primeira semana de Setembro, e não queria prejudicar os estudos do meu filho. Assim, definido a nova data (final de Agosto 2017), iniciamos a busca por um lugar para morar. Após muita busca e emails, consegui fechar um ótimo apartamento, totalmente mobiliado e praticamente no centro da cidade por um otimo valor! O contrato de aluguel seria de 10 meses (periodo considerado de baixa temporada), tempo de sobra para eu poder procurar uma casa para comprar. Imaginem o peso que isso tirou de mim? Qualquer mudança já é complicada, imagina mudar de pais, com familia e sem ter lugar fixo para morar?

Dessa forma, em Março 2017 ja tinhamos lugar para morar, comprei nossas passagens e iniciamos a fase DESAPEGO! Muita gente me questionou por eu estar levando todas nossas roupas, sendo que “la é barato comprar roupa”, “melhor comprar tudo novo quando chegar!”. Claro que não dei ouvidos. Nós haviamos praticamente renovado nossos guarda-roupas nos dois últimos anos após viagens para os EUA (saudades dos outlets de NY e Orlando, onde comprei camisas Ralph Lauren a $10, calça Tommy por $15…rsrsrs). Dessa forma não teria sentido nenhum nos desfazermos de tudo novo para comprar tudo novamente! Dessa forma fizemos uma LIMPA nos guarda-roupas e separamos pilhas de roupas para doação, do que não usávamos tanto. Além das roupas separamos praticamente TUDO que tinhamos em casa para doar ou vender. É nessa hora que vemos como acumulamos coisas!

Para nossa sorte, estavamos morando de aluguel na casa do SrIF 365 (pense numa coincidencia!) e a mesma estava praticamente mobiliada, dessa forma não tinhamos que nos preocupar com móveis ou eletrodomésticos. Malas prontas agora era só curtir os últimos momentos com a familia!

Primeiro mês de Canadá

Quanta coisa aconteceu no nosso primeiro mês no Canada. Praticamente foi como “nascer” de novo: tirar documentos novos (incluindo identidade, carteira de motorista, social security), abrir conta bancaria, solicitar cartão de credito, aplicar para plano de saúde do governo, enfim, muita “burocracia” para resolver. Uma coisa que aprendi e recomendo fortemente a quem quer imigrar para qualquer país: PLAJAMENTO é chave! Planeje, pesquise, saiba o que precisa fazer e onde fazer. Isso irá poupar muita dor de cabeça. Não posso dizer que foi simples, mas certamente um tempo bem investido. Foi assim que fiquei sabendo, por exemplo, que era possível transferir o histórico de seguradora de veiculo do Brasil para o Canada, me garantindo um desconto de 45% ja na primeira apolice aqui! Nesse primeiro vez tambem realizamos a compra do nosso carro aqui. Infelizmente na cidade que moro não da para depender exclusivamente do transporte publico. Além claro da praticidade que um carro trás para uma família.

Primeiros 6 meses.

Quando estava fazendo meu planejamento de mudança, sabia que a escolha do negocio para empreender levaria tempo, então eu meu planejei para ficar 6 meses sem renda. Essa foi outra lição que aprendi na vida: cuidado ao estabelecer seus objetivos e expectativas. Seja sempre conservador. Não estou falando de ser pessimista, mas sim cauteloso. Foi pensando dessa forma que decidi estipular como meta o prazo de 6 meses para iniciar meu empreendimento. Em nenhum momento eu planejei trabalhar como funcionario aqui, porém para minha surpresa ao final do primeiro mês de Canadá ja estava com uma proposta de emprego em mãos! Claro que decidi não abrir mão de um bom salario, mas nem por isso alterei meus planos de empreender. Mas isso certamente me deu mais tranquilidade e tempo para buscar um negócio que fosse realmente bom para mim. 

No segundo mês de Canada, ja tinha visitado diversos negócios e avaliado varias empresas. Eu estava trabalhando com um Business Broker, que me ajudou bastante durante o processo de busca. Porem decidi enviar emails diretamente para algumas franquia afim de sondar possiveis oportunidades na cidade (mesma tatica que usei no Brasil). Duas franquias me retornaram, uma queria ampliar sua presença com lojas novas, mas outra estava justamente buscando alguém para assumir a operação de uma loja propria! Entre conversas telefonicas, viagens para o corporate da franquia e negociação, foram cerca de 2 meses e ja estava com o contrato assinado para compra da franquia! Um ponto bem diferente aqui no Canada é que, toda negociação precisa necessariamente de um advogado para cada uma das partes. Creio que seja para garantir que nenhuma parte (principalmente a mais “fraca”) seja “passada para trás”. Com o contrato assinado os proximos passos que se seguiram foram bem tranquilos (criação da empresa, abertura de conta, cadastro nos fornecedores). O Canada é um pais, como muitos de vocês sabem, que necessita de imigrantes devido ao envelhecimento da populacao. O pais é muito receptivo a imigrantes, mas até certo ponto. Eu percebi uma grande dificuldade para o imigrante recém-chegado no que diz respeito a credibilidade. Parando bem para analisar, ate faz sentido pois ninguem te conhece. Coisas como solicitar credito, financiamento de veiculos, entre outros se tornam bem difíceis para um recem-chegado. No caso da empresa, eu comprei à vista, mas tive que provar a origem do dinheiro, principalmente pelo fato de o Brasil estar figurado na “lista negra” de lavagem de dinheiro (pq sera? Rsrsrs). O jeito foi ter paciência e claro aqui novamente o planejamento que fiz me ajudou uma vez que eu tinha todos os documentos necessários, inclusive traduzidos para o inglês.

Seis meses após desembarcar no Canada ja estava empregado e com minha empresa rodando! Sem duvida minha espectativa foi superada com folga! A adaptação inicial para quem vem com familia é complicado. A distancia dos familiares, perda instantânea dos amigos e da rotina causa um choque muito grande. Eu consegui levar numa boa, ate porque em pouco tempo ja estava trabalhando e bem atarefado com a franquia, mas para a Sra Executiva foram periodos complicados. Tive muita paciência e compreensão nesse momento.

Primeiro ano

Após os primeiros 6 meses, ja com toda documentação em ordem, emprego e franquia funcionando, os 6 meses seguintes foram bastante corridos. Hora de manter uma rotina, começar a criar circulos de amizades, e comprar minha casa! A procura pela casa havia começado muito lentamente ainda nos primeiros 6 meses, pois como eu havia assinado um contrato de 10 meses de aluguel, não havia muito sentido eu perder tempo meu nem do Realtor (as negociações aqui geralmente são bem rapidas). Dessa forma nesse periodo eu procurei conhecer melhor os bairros para escolher onde gostariamos de morar. Assim, no oitavo mês de Canada intensificamos nossa busca por uma casa. Para quem assistiu “Irmãos a obra” deve imaginar como são as casas por aqui. A realidade é que por fora praticamente todas as casas são muito bonitas, mas por dentro vinham as surpresas! Não queríamos comprar uma casa para reformar, mas a cada visita essa se tornava a saida mais provável. Foi então que após um mês de muitas visitas encontramos nosso lar! Uma casa recém construida (estava a venda pelo contrutor), num dos melhores bairros da cidade e com um preço acessível! Proposta aceita, o próximo passo foi iniciar a mudança!

Durante os meses que seguiram, pouco consegui poupar pois boa parte do meu fluxo financeiro estava sendo usado para compra de móveis e utensílios!

O saldo desse primeiro ano para mim foi bem positivo. Minha rotina estava praticamente estabelecida, filho na escola e com atividades extra-curriculares, Sra Executiva estudando ingles, alguns amigos mais proximos.

Segundo ano

Esse Segundo ano foi para mim o ano em que mais trabalhei, provavelmente desde que iniciei minha carreira em 2005! Trabalhei dobrado na franquia e na empresa, afim de maximizar a entrada de caixa. As despesas com a decoração da casa seguiram forte durante os primeiros 10 meses, e agora falta apenas pequenos detalhes! Com isso consegui retornar aos meus aportes e, nesse post aqui decidi antecipar minha aposentadoria antecipada para Janeiro de 2020! Isso significou ainda mais trabalho para mim. Na parte pessoal tivemos a triste noticia de doenca na familia da Sra Executiva, conforme relatei aqui, e isso tem feito com que ela passe por altos e baixos (dias felizes e dias bem tristes). Alem disso a Sra Executiva ja retornou ao Brasil 3 vezes para poder ficar mais proximo da família nesse momento dificil. Por aqui nosso circulo de amigos aumentou e hoje posso dizer que temos grandes amigos aqui. Claro que todos brasileiros! Eu tenho colegas no trabalho e no ambiente empresarial, mas não sei se um dia terei um grande amigo que não seja brasileiro. As diferenças culturais são muito fortes e costumes também. Isso é algo bem pessoal, mas estou feliz assim.

Balanco final e proximos passos

Para mim o balanço foi muito positivo. A distancia da familia é um grande ponto mas temos lidado muito bem com uso da tecnologia (WhatsApp) e viagens também (seja recebendo familiares ou nas idas da Sra Executiva ao Brasil). Vou ser sincero que mesmo com todo o planejamento (afinal foram 2 anos planejando a fundo essa mudança) quando cheguei aqui deu aquele frio na barriga e me questionei se havia mesmo tomado a melhor decisão. Hoje ja nem penso mais nisso e não me vejo voltando ao Brasil, a não ser para passear e visitar a familia. A escolha da cidade foi bem acertada e pretendo “criar raizes” por aqui por muitos e muitos anos.

Como proximos passos, claro será a tão esperar aposentadoria antecipada em Janeiro 2020, minha ida para o Brasil ano que vem (apos quase 3 anos sem retornar!) e inicio das nossas viagens pelo mundo. E claro me aplicar para a tão esperada cidadania canadense em 2021!

Executivo Investidor

16 comentários sobre “2 anos de Canadá: como tem sido até agora?

  1. Olá Executivo, belo relato!

    Interessante alguns pontos sobre o Canada. Dizem que ai eles não são tão receptivos com quem vai para aposentar. Agora se for para trabalho, ai é bem vindo. É isso mesmo?

    E quanto ao frio, como lidaram com isso? hehe

    Poxa, se eu fosse para o Canadá já me imagino perdido escolhendo qual carro compraria. Sei que por ai há um mundarél de carros usados para comprar. rsrs

    Abraço e parabéns pela trajetória!

    Curtir

    1. executivoinvestidor

      Olá II! A receptividade em geral é muito boa independente da idade. Porém o processo de imigração é muito voltado para jovens com estudo e experiência profissional.
      Engraçado a questão do frio, pois realmente nem comentei no texto pois para mim está sendo super tranquilo essa adaptação! Nós adoramos frio então esse foi até um ponto positivo para nós!
      Em relação ao carro, realmente a oferta é enorme e preços muito convidativos! Meu amigo comprou um Jeep por $4k! Mesmo carro zero aqui é barato. Um Honda Civic top zero sai por cerca de $18k.
      Abs!

      Curtir

  2. Lucas

    Excelente!

    O Canadá é um dos melhores países do dito 1º mundo. País justo, equilibrado, humano, e isso sem abrir mão de uma boa dose de liberdade econômica, facilidade pra empreender, respeito à propriedade privada, burocracia eficiente, etc.
    Sempre me vejo morando em um país de 1º mundo em busca de melhor segurança e qualidade de vida, afinal a vida é uma só. Como sou cidadão europeu, entraria facilmente na U.E como residente.
    Contudo, na altura dos meus vinte e tantos anos, ainda sou novo, almejo a I.F primeiro e tentarei acelerar isso com a pequena franquia agora No entanto, penso se esse caminho no 1º mundo também não seria possível, de modo que não precisaria suportar as mazelas do Brasil (sei que o Brasil também tem coisas boas).

    E.I,

    Assim, de forma generalista, vc acha mais fácil ficar rico no Brasil com investimentos e pequenos negócios do que nos países decentes do 1º mundo?

    Curtir

    1. executivoinvestidor

      Olá Lucas! Legal você ter cidadania europeia! Cara essa pergunta é bem complexa, rsrsrs.. vou te dizer com base na minha trajetória como executivo que se eu tiver mudado para o exterior no meio da caminhada para a IF certamente teria demorado mais para atingir. No meu caso eu tive uma acensão muito rápido no trabalho e passei a ganhar muito bem ainda antes do 30 anos. Porém para quem tem veia empreendedora acho que um país de primeiro mundo seja melhor pois o Brasil realmente judia demais dos empresários e mixei empreendedores. Muita burocracia e muito imposto.
      Abs!

      Curtir

  3. Parabéns, EI!

    Há alguns meses também completei 1 ano morando na Ásia, e não pude deixar de dar uma pequena risada ao ler os seus primeiros meses pois ser expatriado é EXATAMENTE assim que é. Eu mesmo cheguei a morar num business hotel por um mês procurando a a casa que estou atualmente, depois tive que registrar a documentação toda e tal. Demoraram uns 2 a 3 meses até eu finalmente poder descansar.

    Mas como tudo, depois disso você começa a aproveitar de fato, e é melhor que se estivesse simplesmente turistando pelo país.

    Desejo boa sorte pra você até chegar no ponto de ebulição em Janeiro, e também com os seus planos de cidadania depois (vai querer votar? hehe).

    Abraços e seguimos em frente!

    Pinguim Investidor
    https://pinguiminvestidor.com

    Curtir

    1. executivoinvestidor

      Pois é! Nada melhor do que ter seu lugar definitivo, pois morar em hotel nao da! Voce esta morando no Japao? Tenho muita vontade de conhecer a Asia, esta na minha lista!
      Voce se mudou definitivo para ai ou pretende voltar?
      Abs e boa sorte para nos!

      Curtido por 1 pessoa

  4. É muito bacana conhecer um pouco mais desta trajetória, Executivo!
    Tenho um amigo no Canadá e ele simplesmente nem cogita retornar ao Brasil, está bem satisfeito com a qualidade de vida. Mas percebo que, assim como você, ele só conseguiu fazer amigos brasileiros. É uma curiosidade essa questão cultural… Realmente.
    Parabéns pela jornada e obrigado por sempre compartilhar um pouco dela conosco.
    Um grande abraço!
    Stark.
    http://www.acumuladorcompulsivo.com

    Curtir

    1. executivoinvestidor

      Obrigado Stark! Eu sinceramente nunca fui de ter muitos amigos (quantidade) então não vejo isso como algo ruim. Para mim nada melhor que curtir uma praia ou churrasco com amigos brasileiros, poder falar bobagem e contar piadas que todos entendem.. rsrs.
      Abs!

      Curtido por 1 pessoa

  5. Anônimo

    Ótimo post! Poderia dar mais dicas como a do seguro. Estou fechando minha transferência pra Europa e não sabia dessa possibilidade. Muito obrigado por dividir suas experiências! Parabéns!

    Curtir

    1. executivoinvestidor

      Olá Anon, acho que pesquisar muito ajuda. Faça uma lista das coisas que gostaria de saber como funciona lá e começa a pesquisar. Foi assim que fiz. Infelizmente não sei se essa dica serve para O país que está indo.
      Parabéns pela mudança e boa sorte nessa nova etapa. Mudar de país é uma experiência muito enriquecedora!
      Abs!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s