Franquia Abril/2019: R$ 18.204 (Margem Líquida: 7.7%)

Screen Shot 2019-05-17 at 6.43.25 PM.png

Boa noite caros! A partir desse mês de Abril estarei compartilhando aqui no blog o resultado da Franquia. Pretendo abrir os números do mês, comparando com o ano anterior, explicando as principais variações, bem como metas. Diferentemente dos resultados mensais pessoal, onde sempre me comparo com o mês anterior, na Franquia isso acaba nao sendo comparável pois o fator sacionalidade é muito forte no setor de alimentação.

Uns dos objetivos é discutir os principais desafios, compartilhar ideias e ouvir opniões e sugestões de vocês! Como esse é o primeiro post da série, por favor fiquem a vontade para sugerir mudanças no formato!

Vamos aos resultados!

Esse mês de Abril/2019 fechei com um lucro liquido de R$18.2k, e uma margem liquida de 7.7%. Em geral, eu considero adequado uma margem de 6-8%, para o setor de Fast Food. Minhas principais metas para a Franquia para esse ano são:

  • Vendas: Crescimento de 10% versus ano anterior
  • Custo de Produto (COGS): 35%, o que significa dizer que espero uma margem bruta de 65% (meta agressiva)
  • Custo com pessoal: 25% ou menor (meta agressiva)
  • Margem líquida: 8%

Para termos uma ideia, após uma pesquisa na internet (não é muito fácil encontrar esse tipo de informação) encontrei a margem líquida de uma loja media das principais redes de fast food dos EUA, e são:

  • Papa Johns: 9%
  • Domino’s e Subway: 8%
  • McDonalds e Popeyes: 6%
  • Quiznos: 0% (Isso mesmo, ZERO! ou seja o dono precisa trabalhar e empregar a familia para conseguir tirar algo do negócio! Surreal!)

Esses são números MEDIOS para lojas de porte MEDIO. Mas já nos dá uma ideia boa. Dessa forma considero minha meta de 8% agressiva mas factível!

Análise dos Gastos e Receita

 

Receita (Sales)

As vendas esse mes vieram levemente acima do ano anterior, 5%. Minha meta de crescimento ficou para trás… Não sei o que houve em Abril, mas conversando com diversos outros business owners da cidade todos reclamaram que o mês foi ruim, então não acho que seja nada diretamente relacionado a nível de serviço ou produto.

O clima aqui no Canada começa a melhorar a partir de Maio, Junho, sendo Julho e Agosto os melhores meses (Verão). As vendas aumentam conforme aumenta a temperatura e tambem devido as ferias escolares, que aqui são no meio do ano. Engraçado que esse mesmo efeito eu via no Brasil, minhas vendas em Dezembro-Janeiro-Fevereiro eram muito maiores que nos demais meses. Vamos aguardar que o verão aqui seja bom!

Custo de produto (COGS)

O custo de produto (COGS) ficou bem acima da meta de 35%, porem quase 1% abaixo do ano anterior. Se eu tivesse que escolher 1 linha de despesa para focar certamente seria essa, afinal são quase 40% da receita! Não é facil nem simples reduzir custo do produto, ainda mais sendo franquia e tendo que comprar os produtos estipulados nos fornecedores estipulados. Dessa forma me resta focar na redução das perdas, o que se torna difícil no meu caso pois não estou presente o dia inteiro na loja. Por isso esse indicador é um dos que eu coloquei para meu gerente como meta mensal, atrelado ao bônus.

Custo com pessoal (Employment)

A segunda maior despesa de todo negócio de alimentacao (e uns dos principais em qualquer negócio): Pessoas.

O custo com pessoal me tira 26-27% todo mês. A grande vantagem aqui do Canada é que todos meus funcionarios são horistas! Ou seja, aqui temos a flexibilidade de montar as escalas de trabalho de acordo com a projeção de vendas. O difícil claro é acertar as projeções! Alem disso outro desafio é que não posso deixar a loja com um funcionário apenas, preciso manter um numero mínimo para a operação funcionar, mesmo nos periodos do dia que não tenho venda relevante. Por fim outro grande desafio é o salario minimo aqui que esta na faixa de $15 a hora. A titulo de comparação, essa despesa no Brasil girava em torno de 20-25%. Minha análise disso é que aqui o trabalhador ganha mais por hora trabalhada, enquanto no Brasil se paga muita carga tributária e recisão trabalhista.

Demais Gastos

Nos demais custos a surpresa positiva foi ver o resultado de uma iniciativa que tive durante o mês que foi trocar toda a iluminação da loja para LED. O custo foi alto e esta alocado na linha de Supplies (R$3k), porém apenas no primeiro mes ja tive uma economia de R$0.8k, ou seja em 4 meses o investimento estará pago!

Aluguel é caro, e ainda em Junho eu pago o Property Tax então o valor quase que dobra! Mas pelo menos o local me da uma boa exposição.

Na despesa de Manutenção a diretriz da Franqueadora é reservarmos 1%. Porem esse gasto é sazonal pois as preventivas eu realizo a grande maioria no inverno, mas vou procurar manter dentro do 1% anual.

Outra grande despesa que começou em Maio/2018 é a do leasing do meu veiculo. Infelizmente eu preciso do veiculo para trabalhar, porém a partir de Janeiro/2020 quando me tornar FIRE devo devolver o veículo e ficar apenas com o particular. Dessa forma conseguirei eliminar mais de R$2k mensais!

Royalties e Marketing não tem o que discutir. Conforme comentei nesse post anterior, é o custo que se paga por ter uma franquia. Importante lembrar que atualmente esse custo não está sendo cobrado 100% de mim, apenas em Fevereiro/2020 começo a pagar integral, porém para efeito de análise de performance eu optei por colocar o valor que deveria estar pagando.

No final das contas me sobrou líquido o valor de R$18.2k. Apesar de ter melhorado minha margem bruta, os gastos adicionais com Veículo e da troca iluminação acabaram por reduzir minha margem liquida de 7.9% para 7.7%.

Screen Shot 2019-05-17 at 6.51.33 PM

Veremos o que me espera nesse mês de Maio!

Abraco!

Executivo Investidor.

31 comentários sobre “Franquia Abril/2019: R$ 18.204 (Margem Líquida: 7.7%)

  1. Opa. parabéns pelo fechamento!

    Gostei da transparência e como você explica cada parte da estratégia. Tinha como uma das metas long term começar a empreender, mas não sei ainda com o quê. Estava vendo umas franquias mas não sei qual ainda. O seu post ajuda!

    E por outro lado… putsgrila esse negócio do Quiznos, hem? Verdadeira máquina de fazer dinheiro pro Quiznos e armadilha pro franqueado. Que pena, tinha um Quiznos perto de onde fiz faculdade e gostava muito porque era bem mais barato que o subway. Quem sabe o pessoal por trás também não estava passando apuros… hehe

    Abraços!

    Pinguim

    Curtir

    1. executivoinvestidor

      Obrigado Pinguim! Ter essa meta em mente já é um começo! Eu sugiro você começar a observar os negócios/lojas sob uma perspectiva diferente: “eu me vejo tocando esse negócio?” , “me sinto confortável com esse segmento?”. Eu fiz isso e fiquei na dúvida entre varejo roupa e alimentação. Optei pela segunda mais pela oportunidade que apareceu.
      Também fiquei surpreso com a Quiznos… acho q o problema deles deve ser alta taxa de royalties e relativamente baixas vendas. Assim não conseguem passar pela linha de “breakeven” e ficam patinando…

      Abs!

      Curtido por 1 pessoa

      1. Obrigado Executivo! Gostei da simplicidade da análise, sempre tento partir dos princípios simples também.

        Vou pensar nas franquias como possível porta de entrada no mundo de empreendimentos. O Kiyosaki mesmo recomenda elas como um gateway pro negócio próprio, mas eu preciso tomar ainda uma pequena dose de coragem hehe.

        Abraços e seguimos em frente!

        Curtido por 1 pessoa

  2. Você escolheu franquia pq não tinha muita noção de gestão ou por ja vir tudo pronto? Eu penso que as vezes você pode ter várias ideias boas que dariam um up nas suas vendas, só que por ser franquia vc fica muito travado, sem liberdade. Eu, que tenho zero noção de gestão, tb acho que pro meu perfil franquia cairia melhor , mas se já tem algo de experiência acho que abrir o seu pode retornar lucros bem maiores.
    Abraços e boa sorte

    Curtir

    1. executivoinvestidor

      Ola Div! Na verdade foi pelo contrario. Eu tenho uma grande experiência com gestão por ter atuado (aliás ainda estar atuando) como executivo sempre em grande multinacionais. Meu lado fraco (ou que não consigo me dedicar muito) é a Operação. Nisso a franquia ajuda pois os processos já estão todos desenhados, padronizados, pronto para usar a aplicar. Não tenho liberdade para criar um prato novo ou mudar a marca/qualidade dos produtos, mas a gestão do negócio e gestão das vendas fica todo a cargo do franqueado. É por isso que vemos franquias quebrarem, pois a pessoa não tem muito tino para gestão e daí nem o nome da franquia salva nessas horas… se puder da uma lida no meu post que explico um pouco mais o motivo de eu ter escolhido franquia.
      Abs e obrigado!

      https://executivoinvestidor.com/2019/04/02/por-que-eu-escolhi-investir-em-franquia/

      Curtir

  3. Olá EI,

    Primeiramente, parabéns por criar este tipo de post, acho bem legal!

    Uma coisa me chamou a atenção: o custo com pessoal aumentou bem acima da inflação daí. Teve aumento de demanda, e com isso de contratações para justificar tal aumento?

    Em relação ao custo com aluguel, tu paga ele mensalmente? Se sim, se tu pagar antecipadamente o valor de um ano, tu não consegue algum desconto que compense?
    E outra alternativa, tu vender algum dos teus imóveis residenciais (que normalmente tem um yield de aluguel mais baixo que dos comerciais) e tu comprar o imóvel comercial onde está localizado a tua loja não vale a pena?

    Curtir

    1. executivoinvestidor

      Ola Sidnei, ótimas perguntas! Vamos lá:
      – salário aumentou pois tive que arrumar uma forma de reter meus supervisores e gerente. Além disso o número de horas aumentou também (daí já é um pouco gestão mesmo).
      – aluguel não pensei em propor pagamento à vista pois não teria o valor é além disso não imagino um desconto que compense pois lembre que a taxa de juros aqui no Canadá é de menos de 2% ano ano. A “cap rate” (como chamam o yield de imóveis aqui) de um imóvel comercial aqui na minha cidade gira em torno de 5-6% porém não é fácil encontrar boas localizações à venda e se encontra é com um ágio tremendo, o que reduziria bem o cap rate.

      Abs!

      Curtir

  4. Excelente a postagem, no conceito de COGS abrange todos os custos envolvidos com o produto, como embalagem?

    Quando tinha franquia, fiz um trabalho hercúleo para reorganizar as finanças (comprei uma endividada), organizar a casa, reduzir o turnover, reduzir o desperdício.

    Meu trabalho foi incansavelmente em cima de melhorar o CMV, pois, ali, era o lucro direto indo para o lixo, controlava diariamente.

    Interessante que na época também mudei a iluminação da loja da convencional para as LEDs, na época eu mesmo troquei todas as lâmpadas e refiz a instalação elétrica em uma madrugada. A economia foi significativa.

    Vendi a loja, pois estava cansativo com várias frentes ao mesmo tempo, então decidir priorizar os segmentos mais rentáveis para, quem sabe, um dia voltar às franquias.

    Ainda acompanho de perto o setor, pois um colega se tornou master franqueado de uma marca, então sempre trocamos bastante experiência.

    Abraços!

    Curtir

    1. executivoinvestidor

      Ótimo relato IP! Minha ideia também é dar mais foco para a franquia a partir do ano que vem já que deixarei meu trabalho. Realmente requer dedicação!
      O COGS inclui também o custo com embalagem e como implantei o delivery a pouco mais de um ano esse custo aumentou significativamente. Claro que no total não representa muito mas antes embalagem respondia por 2% da receita agora está na faixa de 3%.
      Abs!

      Curtir

  5. Alessandro

    Descobri seu blog hoje e achei muito bom, parabéns.
    O processo de imigração para investidores está aberto no Canadá?
    Até onde acompanhava era só para profissionais especializados em áreas específicas.

    Se você tivesse optado por uma loja de roupas, quanto vc imagina que seria o custo das mercadorias em relação ao faturamento?

    Curtir

    1. executivoinvestidor

      Obrigado e bem vindo Alessandro!
      O processo de investidores agora depende de cada província. O processo nacional está fechado a alguns anos.
      Olha pelo que me lembro o CMV das franquias de roupas que vi no Brasil era de 40-45%. A diferença é que esse custo não varia tanto quanto no ramo alimentício pois não há “perdas” (exceto quando te roubam!). Além disso o custo de pessoal é menor também.
      Abs!

      Curtir

      1. Alessandro

        Você entrou por Alberta, correto?
        Já estive nesse região,conheci Calgary e Edmonton.
        Achei Calgary bonita mas com pouca opção de lazer, não sei se isso mudou de uns 4 anos pra cá. Me hospedei do Le Germain, bem no centrão.
        Já Edmonton tem aquele shopping extraordinário, mas temo que seja muito mais frio que Calgary.
        Você costuma viajar para outros lugares para fazer coisas diferentes ou fica meio isoladão por aí mesmo?

        Curtir

      2. executivoinvestidor

        Ola Alessandro! Não estou em Alberta pois é muito frio! Hehehe… de Alberta só conheço Banff (muito bonito lá!). Eu não tive tempo ainda de explorar muito o Canadá por falta de tempo, mas um dos meus objetivos pós FIRE será uma road trip cruzando o Canadá de ponta a ponta! Porém a cidade que moro tem muita coisa para fazer de natureza (muitas trilhas etc) e estação de esqui para o inferno, então da para aproveitar bem (tem umas cidadezinhas legais aqui também!)
        Abs

        Curtir

  6. Tom

    Primeiramente, parabéns pelo excelente relato neste e em todos os posts. Venho acompanhando-o a um tempo e acredito que o seu blog seja um dos melhores na área.
    Sempre tive dúvida quanto a investimento em negócios no exterior e um relato acima supriu boa parte delas. Pelo exposto, acredito que a margem de lucro está abaixo da praticada do Brasil, mas sei que isto não é o mais importante. Você poderia falar o valor investido na franquia? ou pelo menos a rentabilidade mensal alcançada em terras canadenses?
    Outra curiosidade que sempre tive quanto a franquias é com relação ao valor que vai efetivamente para o bolso do franqueado, pela sua experiência, qual seria o ideal de retenção de lucros?
    Mais uma vez, obrigado pelo post e continue relatando suas experiências que com certeza ajuda muita gente! obrigado.

    Curtir

    1. executivoinvestidor

      Obrigado Tom! Na verdade a margem aqui está muito parecida com a que eu tinha no Brasil. Eu consegui um negócio muito bom pois peguei uma loja já estabelecida com boa parte dos ativos já depreciados e a mesma estava dando prejuízo com os antigos donos. Se considerar o preço que eu paguei, estou conseguindo uma rentabilidade de 25-30% por ano, o que considero excelente!
      Minha margem líquida está na faixa de 6-7% em teoria esse é o valor que eu poderia tirar para mim. Lembrando que esse percentual é em relação às vendas. Quando mais eu vender maior será o percentual pois os custos fixos não sobem!
      Abs!

      Curtir

      1. Tom

        Obrigado pela resposta, pelo seu relato cai o mito de que os empresários no Brasil possui um retorno altíssimo em detrimento do trabalhador. Acredito que não é sua pretensão, mas com essa rentabilidade seria super viável investir em negócios de forma alavancada (no Brasil já é vantajoso, imagine em um país com juros baixíssimos!!!!).
        Só esqueci de perguntar quanto a dedicação ao negócio, no Brasil e aí é a mesma? quantas horas por dia mais ou menos? obrigado.

        Curtir

      2. executivoinvestidor

        Olha Tom isso depende do ramo, mas no meu é o que disse mesmo, rentabilidade muito parecida! eu ate cheguei a pensar em pedir um empréstimo para comprar a loja aqui, mas como não tinha histórico de crédito desisti, mas uma linha de crédito aqui para empresa sai por cerca de 4% ano ano. A minha dedicação tanto no Brasil quanto aqui não é full time pois trabalho como executivo, além disso tenho gerente que cuida do dia a dia para mim. É uma troca: eu abro mão de parte do lucro (pois pago bem ao meu gerente) mas em troca gasto cerca de 10-15 horas por semana trabalhando no negócio. Poderia ser até menos mas aqui eu mesmo faço a contabilidade da minha empresa.
        Abs!

        Curtir

    1. executivoinvestidor

      Cara eu peguei as principais variáveis e estipulei metas para ele: vendas, COGS, custo pessoal. Consigo acompanhar diariamente vendas e custo pessoal e vou sinalizando para ele como estamos. No fechamento do mês me reúno com ele para mostra o resultado e falamos sobre o próximo mês. Tem dado resultado. No Brasil fazia algo semelhante com meu gerente. Isso faz com que eles se sintam mais parte do negócio e se motivam a buscar os resultados!

      Curtir

    1. executivoinvestidor

      Ola IE, quero ver se consigo postar mais sobre a franquia… para mim também é bom compartilhar experiências e ler novos insights de vocês!
      Sua pergunta não é fácil, infelizmente não tenho a resposta. Sei que no Brasil o SEBRAE oferece cursos voltado a empreendedorismo, mas primeiro acho que é preciso colocar na balança se temos mesmo perfil para empreender. Talvez um curso mais genérico tipo um MBA em gestão empresarial seja legal pois vai te dar um pouco de conhecimento em cada área (vendas, marketing, estratégia, finanças).
      Tem algum ramo de negócio que você se sente “confortável” em empreender?
      Abs!

      Curtir

  7. Lucas

    Executivo Investidor,

    Estou pensando em investir em uma franquia de alimentação aqui no Brasil. Não sou do ramo mas terei um gerente de confiança que domina. Estou disposto a aprender todas as nuances operacionais com ele e com a equipe. Sou da área financeira, tenho boas noções de fluxo de caixa, CMV, margem de contribuição, ponto de equilíbrio etc. A estrutura será bastante enxuta diga-se de passagem, a franquia custa 200k já com capital de giro e taxa ao franqueador incluídos. Além do gerente projeto contratar + 2/3 funcionários e estarei presente o dia todo. Apesar de relativamente pequena trata-se de uma franquia bem conhecida a nível nacional. Ela não cobra royaltes mensais.
    Estou estudando um ponto em um centro comercial bastante movimentado na capital onde resido, mas o movimento é de trabalho durante semana. A partir de sábado depois de meio-dia vira dormitório. Shopping é complicado, os alugueis elevam sobremaneira o custo operacional e mina sua margem.
    Mas eu estou bastante inseguro quanto a investir no Brasil por conta das questões trabalhistas, custos operacionais altos, carga tributária, funcionários complicados e principalmente economia, que vive em eterna crise desde 2015.

    Vc acha que ainda vale a pena investir nesse segmento no Brasil através de franquia?

    Curtir

    1. executivoinvestidor

      Ola Lucas! Seu background é parecido com o meu. Esse custo de 200k é bem atrativo mesmo, essa é uma loja nova ou repasse? Se for repasse uma “forma de valuation que serve bem para small business é o múltiplos de faturamento. Eu considero a média de vendas mensal multiplicado por 3-4 para se chegar num valuation BEM simplificado. Soma-se a esse valor o estoque inicial. Nesse caso assumindo estoque de 10k, essa franquia de restaurante deve vender na média 48k mensais para custar os 200k (assumindo estoque nesse valor).
      Shopping trás muito movimento mas realmente os custos são bem altos e negociações difíceis. Centro comercial perto de empresa é muito bom!
      Agora em relação à crise é complicado eu dar uma opinião se vale a pena a investir agora. Carga tributária para Simples não é alta o que atrapalha mesmo são problemas com funcionários (alta rotatividade, sem comprometimento, e custo trabalhista em caso de processos).
      Avalie bem o local, projeção de vendas (sempre considere o pior caso ou seja bem conservador para evitar surpresas negativas). De resto desejo boa sorte no que decidir!
      Abs.

      Curtir

  8. Lucas

    EI,

    Muito obrigado pelas respostas!

    É uma loja. A operação é que é pequena mesmo, embora a franquia seja conhecida eu resolvi iniciar com a loja padrão express, uma operação menor. Tem o padrão standart que é maior. Se a as vendas forem boas, quem sabe não mudo pra este formato.
    O investimento contempla um estoque inicial de 11,5K.
    Quanto à carga tributária é mais baixa pra SIMPLES, mas ainda assim acho o mecanismo de tributação no Brasil bem perverso, pois tributam faturamento e não o resultado, diferente da maioria dos países. O Paraguai por exemplo tributa 10% sobre os lucros e, se distribuir dividendos, 5% sobre o montante distribuídos aos sócios e/ou acionistas.
    O que acho pesado mesmo são os Encargos Sociais e Trabalhistas. Aqui, mais uma vez embora menores pra SIMPLES do que pra Lucro Real ou Presumido, ainda assim perfazerá + ou – 39 a 40% sobre o salário do funcionário.

    Enfim, vamos que vamos…

    Valeu E.I!

    Curtir

  9. Pingback: Maio/2019: R$5.304.324 (+0,5%)|Renda Passiva: R$ 43.350|8 Meses para FIRE! – Executivo Investidor

    1. executivoinvestidor

      Olá Lucas! Pagava sim.. royalties e fundo de marketing. Essas duas taxas são meio que padrão e estão presentes em quase todas as franquias.
      Abs

      Curtir

  10. Pingback: Franquia Maio/2019: R$ 28.234 (Margem Liquida: 11.2%) – Executivo Investidor

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s