O que mais sinto falta do Brasil…

Boa tarde! Prestes a completar 18 meses de Canadá, recentemente estive refletindo um pouco sobre o que realmente sinto falta do Brasil! Não irei aqui falar sobre os pontos positivos da vida no Canadá, apesar de entender que existem muitos e exatamente por isso tenho a certeza, a cada dia que passa, que minha decisão de imigrar para cá foi acertada. Mas ainda assim existem coisas que sinto falta…

Momentos com a família

Eu me considero uma pessoa caseira e apesar de adorar viajar adoro curtir o tempo em casa, principalmente com família e amigos mais próximos. Isso eu sinto falta. Dos churrascos nos finais de semana, noites de pizza feita no forno a lenha em casa, filminhos, passar aquele tempo de qualidade com a família e amigos.

Posso dizer que tivemos sorte de encontrar um grupo bem legal de amigos aqui no Canadá mas nada irá substituir a família e amigos de longa data!

Trabalho

Sim, sinto falta do meu trabalho. Talvez pelo fato de estar no ápice de minha carreira no momento que pedi demissão, talvez pelos bons amigos que fiz no trabalho (certamente não do meu último chefe! rsrs…), talvez por uma combinação de tudo isso! Eu me sentia tão realizado profissionalmente que realmente senti ter saído do emprego. Claro que minha vida como um todo está melhor aqui e acho que o tempo tem feito bem para eu me acostumar com a vida mais tranquila, mas o fato é que eu adorava o ritmo frenético do meu trabalho!

Férias!

Pode parecer contraditório mas não é! Apesar de adorar meu trabalho anterior, conforme comentei algumas vezes nesse blog e acima eu adoro viajar! Mesmo com um ritmo frenético no trabalho consegui tirar 20 dias de férias por ano, sempre usados em sua totalidade para viajar! Nada de ficar em casa descansando. Eu sempre digo que para mim o principal de férias é descansar a mente, o corpo descansamos depois num final de semana relaxado em casa!

Meus roteiros de férias normalmente começam no dia seguinte do início das férias e terminam um dia antes de voltar a trabalhar, ou mesmo em algumas situações cheguei a sair de um voo retornando de férias e embarcar em outro para uma viagem a trabalho!

Esses primeiros 18 meses foram de muito trabalho e não consegui para ainda, mas esse quesito “Férias” pretendo suprir com viagens curtas aqui no Canadá e mais intensamente quando iniciar meu período FIRE!

Comida?

Não. Não sinto falta da comida. Claro que gosto muito da comida brasileira mas conseguimos encontrar tudo ou substituto para quase tudo que comíamos no Brasil. Bolo de fubá, pão de queijo, feijão e até açaí (não sou muito fã mais meu filho sim!). Quase tudo que comíamos no dia a dia no Brasil encontramos aqui. Fiz questão de incluir esse item para dizer que não sinto falta pois tenho certeza que muitos me perguntariam! rsrsrs…

E vocês? Quem mora fora do país o que mais sente falta? E quem não mora o que acha que sentiria mais falta?

Abraço!

Executivo Investidor

12 comentários sobre “O que mais sinto falta do Brasil…

  1. AA40

    -Sem dúvidas para mim o que mais pega é a distancia da família. Mesmo com os recursos de comunicação de hoje em dia nada substituiu o contato e a convivência.
    -Sinto falta da facilidade de declarar a IRPF (Sim, IRS é um inferno se vc tem casos especiais).
    -Facilidade de investir no Brasil (Estando fora ficou complicadíssimo como não residente e contas fechadas)
    -Falta da liberdade de falar o que quiser com quem quiser e não ter que cuidar oque se fala como aqui nos EUA.
    -Férias, algo que é tabú ainda por aqui. Já no Brasil tirar 20 ou até 30 dias é normal
    -CLIMA, +calor, +SOL ! (Achei estranho vc nao mencionar isso EI)
    -Good looking women, coisa difícil de se ver por aqui e no Brasil é quase padrão !

    Curtir

    1. executivoinvestidor

      Pois é AA40, nada substitui a convivência mesmo…
      O IR daqui eu gostei bastante pois apesar de complexo é possível deduzir muitas coisas que não Brasil não se pode.
      Em relação a férias aqui também não é comum tirar 20 dias diretos. Como a contagem é por dias úteis normalmente as pessoas tiram 1,2 ou máximo 5 dias por vez.
      Agora o clima realmente ficou de fora! Mas na verdade eu não sinto falta pois nesse quesito acho que nasci no trópico errado! Rsrsrs… eu adoro frio, e neve! A Sra Executiva também, então estamos no lugar certo. A vantagem é que por aqui na cidade que moro o frio não é tão extremo, tem muita luz solar, e é possível observar as 4 estações do ano. Claro que sempre com uma temperatura mais amena. Sua região aí é muito fria?

      Abraço!

      Curtir

      1. ABM

        – Eu sinto falta de ser mais uma pessoa na multidão. O fato de ser estrangeira se destaca no meu dia a dia, inevitavelmente. Enfim, apesar de ser muito bem tratada, tem horas que cansa toda a introdução de como e por que se está no local. Por mais que vc esteja adaptada, é aquela brisa que passa e te lembra de que vc é um outsider.
        – Não ter que lidar com questões migratórias e contábeis relacionadas a ser estrangeira.
        – Ter uma logística trabalhosa e dispendiosa para visitar a família. O que também nos limita um pouco em termos de tempo disponível para realizar outras viagens.
        – Em termos culturais, alimentares etc, apesar de gostar do Brasil não sou saudosista. Gosto do lugar em que estou. Tem horas que sinto falta da informalidade e da espontaneidade dos brasileiros.

        Curtir

      2. executivoinvestidor

        Qual país você está ABM? Aqui no Canadá por ser um país com muitos imigrantes não tem tanto isso de ser o destaque mas claro que sempre tem esse tipo de perguntas também.
        Certamente a espontaneidade dos brasileiros faz falta para mim também!
        Abraço!

        Curtir

  2. Frugal Simple

    Opa Executivo blz?
    Obrigado pela resposta que me deu no email.

    Ainda bem que vc nao sente falta da insegurança crônica do Brasil kkkkk

    O mais dificil é perder momentos com familiares e amigos, mas é um preço que se paga.
    A vida é um eterno tradeoff.

    Curtir

  3. Pingback: O que NÃO sinto falta do Brasil – Executivo Investidor

  4. Realmente quando penso no que ainda me prende ao Brasil são as pessoas. Não só a família, mas meus amigos e até meus colegas.
    No meu intercâmbio lembro que sofria porque não entendia algumas piadas e ninguém sabia o que era Turma da Mônica por exemplo, rs. Não era fácil se sentir uma outsider, mas era por pouco tempo!
    Elsa

    Curtido por 1 pessoa

  5. Vida Sagaz

    Pois é, sempre existem vantagens e desavantagens de ambos os lados. Eu vejo como morar num pais “desenvolvido” como a melhor opção pelo lado racional (remuneracao, segurança, custo de vida/ relacao remuneracao, qualidade de ensino gratuito, entre outros..) mas o lado emocional, convivência com familia e amigos, e cultura bem mais amigavel no dia-a-dia, pesa muito na balança também.
    Mas é um tema bem relativo, e tudo depende da fase de vida e objetivos de cada um.

    Abs

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s