Empreender no Canadá (Parte 2 de 2)

Dando continuidade ao post anterior (veja aqui a Parte 1), irei falar um pouco sobre o processo de abertura e configuração da empresa, alem de comprar a tributação e leis trabalhistas no Canadá versus Brasil. Para finalizar darei um overview do que consegui fazer nesse quase um ano de operação.

(Sem) Burocracia

burocracia_boneco

Diferentemente do Brasil, o processo de abertura da empresa aqui no Canada é extremamente simples e rápido. Foram exatas 24 horas desde a solicitação eletrônica ate a confirmação da abertura da empresa.

Os trâmites de registro no Fisco Federal e Provincial também foram extremamente simples, bastando um telefonema.

Abertura de conta corrente, transferência das contas de utilidades (luz, gás, telefone), enfim, tudo ocorreu muito tranquilamente bastando um telefonema ou visita (caso do banco) para cada fornecedor. Eu mesmo tratei de tudo por conta (afinal mao-de-obra aqui é bem cara!).

Um ponto bem diferente do Brasil refere-se a permissão para comercialização de bebidas alcoólicas. Qualquer estabelecimento no Canadá que queira comercializar bebidas alcoólicas deve ter uma licença própria. Essa licença não é fácil de se obter. Por sorte consegui transferir a licença do franqueador para mim, não sem antes ter que apresentar minha ficha de antecedentes criminais e tirar uma certificação online. Aqui o estabelecimento que comercializa bebidas alcoólicas é responsável por todos que consomem bebidas alcoólicas em seu estabelecimento. Se alguém beber demais, é responsabilidade do estabelecimento garantir que essa pessoa não ira dirigir e causar um acidente. Ja teve casos aqui em que um cliente bebeu um pouco demais, saiu dirigindo, bateu o carro e ainda processou o estabelecimento. E ganhou!

Todo o processo de estabelecimento da empresa, contrato com fornecedores, banco, maquina de cartão de credito, etc, correu sem muito problemas, tudo muito rápido. Apenas para ter uma ideia, no Brasil eu tive que aguardar cerca de uma semana para a chegada de minha maquina de cartão e algumas operadoras de cartão benefício Refeição demoram ate 45 dias para liberar seu estabelecimento para aceitar o determinado cartão. Aqui não existe isso. Usa-se somente debito e credito (prioritariamente Visa e Master).

Impostos e Contabilidade

contador-contabilidade

Ter uma empresa no Canadá e EUA é extremamente vantajoso do ponto de vista tributário. Para quem já leu “Pai Rico, Pai Pobre” sabe do que estou falando (quem não leu, recomendo que leia, foi o primeiro livro de finanças que li). Não irei abortar esses detalhes aqui nesse post.

Assim como no Brasil, no Canadá existem algumas formas para abertura de empresa (Corporation, Individual, etc). Não irei explicar aqui a diferença entre elas. Eu optei por incorporar uma empresa. Dessa forma garante-se completa separação entre a pessoa física e jurídica. Os proprietários possuem ação da empresa e possuem responsabilidade (liabilities) limitadas.

Aqui existem apenas dois impostos indiretos:

  • PST, provincial: a aliquota varia de acordo com a província, indo de zero no caso de Alberta ate 10% em algumas províncias,
  • GST, nacional: aliquota de 5%

A tributação é simples e funciona no sistema debito-credito. O imposto que eu pago na aquisição da matéria prima (alimento) eu uso como credito no imposto que recolho na venda.

Achei o processo tão simples que eu mesmo faço toda a contabilidade da minha empresa. Comprei um software de contabilidade onde controlo todo o contas a pagar e gero balanço patrimonial e DRE. O imposto provincial é recolhido mensalmente e o nacional pode-se escolher entre mensal, trimestral ou anual. Eu optei por trimestral.

Em relação aos impostos diretos, existe apenas um, que é o Imposto de renda corporativo (Corporate Income Tax).  Pasmem: para Small business  com lucro tributável de até $500mil a taxa de imposto de renda é de apenas 10%! Lembrando que esse percentual é aplicado no lucro e não m receita como no caso do Simples brasileiro!

A grande vantagem aqui é que mesmo pequenas empresas podem lançar diversas despesas como dedutíveis ( o que no Brasil somente é permitido para medias e grandes empresas, onde o lucro é taxado a 34% mais o CSLL).

Apesar de ser necessário reportar DRE e balanço anualmente, o uso de software de contabilidade para pequenas empresas auxilia muito. O ano fiscal é definido por cada empresa. Meu ano fiscal por exemplo vai de Outubro a Setembro. Existem algumas particularidades entre o DRE contábil e fiscal (utilizado para apuração e pagamento do Importo de Renda), por isso eu optei por contratar um contador certificado para que me auxilie na declaração do IR. Além disso a franquia exige que o balanço anual seja assinado por um Accountant certificado.

Folha de pagamento e leis trabalhistas

folhapagamento

Aqui entra mais uma das grandes diferenças entre Brasil e Canada. As leis trabalhistas canadenses são extremamente mais simples que as brasileiras.

A começar não existem milhares de sindicados. Alias apenas algumas funções aqui possuem sindicados. Tudo é gerido por leis provinciais, inclusive salário mínimo. No caso do setor de alimentação não existe sindicato.

As grandes diferenças que observei em relação com o Brasil são:

  • Salário mínimo de $15 a hora: Fazendo a conta para um funcionário full time, isso equivale a $ 2.400 por mês! Isso mesmo, salário mínimo aqui é isso! Não é a toa que o Canada é considerado um pais com baixa disparidade salarial,
  • Não existe Carteira de Trabalho. Com o SIN (Social Insurance, um equivalente ao nosso CPF), é possível abrir conta em banco e trabalhar. Todo trabalhador é registrado usando o SIN.
  • Idade mínima para trabalhar aqui é 12 anos (com aprovação do pai e de um Diretor da empresa). Eu particularmente acho uma idade extremamente baixa, porem começando cedo permite ao adolescente começar a ter consciência financeira e dar valor ao dinheiro. Na minha opinião 15 anos é uma boa idade para se começar a trabalhar umas horas principalmente nas férias de verão!
  • Qualquer um pode ser horista ou mensalista. Considera-se Part Time o profissional que trabalha ate 30 horas semanas e acima disso Full Time. As empresas não são obrigadas a pagar beneficios aos colaboradores Part Time.
  • Grande vantagem que vejo aqui para trabalhadores e empresários: Não existe quantidade mínima de horas. Aqui é possível trabalhar de 1 a 40 horas semanais (acima de 40 horas semanais ou 8 horas diárias, numa mesma empresa, considera-se hora-extra). Com isso é comum pessoas ter 2, 3, 4 empregos.

Esse ultimo ponto considero extremamente útil para o empresário pois pode-se ter uma flexibilidade importante para controlar o custo de mao-de-obra (como se pode perceber pelo valor do salário mínimo, esse custo é bem expressivo). A lei exige que se tenha um schedule semanal (escala) de trabalho, com isso consigo reagir rápido a qualquer aumento/redução no volume de vendas. Além disso mesmo sem estar escalado, é possível convocar um funcionário para trabalhar pagando apenas as horas trabalhadas.

Os impostos e contribuições incidentes sobre a folha de pagamento aqui no Canada são:

  •  EI : seguro desemprego, 1.62% limitado a $1mil por ano,
  • CPP : previdência social, equivalente a 5.1% da folha limitado ao teto,
  • Work Safe: equivalente ao SAT no Brasil, paga-se um percentual sobre o custo total da folha de pagamento e varia de acordo com o setor. Para alimentação o valor é de 0.8%,

A titulo de comparação, no Brasil os encargos sobre a folha de pagamento para empresas optantes pelo SIMPLES é de 8% (paga-se apenas FGTS) e até 65% para médias e grandes empresas!

Como podemos observar, os encargos e impostos sobre empresas no Canada são relativamente menores que no Brasil. A facilidade em se fazer negocio e simplicidade das leis trabalhistas também são pontos positivos para o pais. Aqui são as pequenas empresas que movem boa parte da economia.

Segundo estatísticas de 2015, as pequenas empresas geram 70% de todo emprego no Canada.

Screen Shot 2018-11-17 at 10.34.23 PM.png

Não é a toa que o governo fornece tanto incentivo aos pequenos negócios!

Outro fator que observo aqui é o sentimento de comunidade que vejo em todas as cidades que conheci ate agora. Existe um apelo grande entre a população local para que a comunidade consuma em lojas locais (shopping locally).

Meus resultados

Estou completando 10 meses de empresa, ja tendo encerrado meu primeiro ano fiscal  com resultados que considero excelente!

  • Consegui reduzir drasticamente as despesas com mao-de-obra, aumentando a eficiência em cerca de 25% (comparação do percentual do custo de mao-de-obra em relação a venda minha e da antiga gestão). Não precisei demitir ninguém pois o turnover natural me ajudou a reduzir o quadro alem de conseguir trabalhar com a redução das horas (o que indiretamente leva ao turnover pois nem todos concordam em ter menos horas!)
  • Cortei diversas despesas fixas (valores representam a economia em dólares e num período de 12 meses):
    • $5.7k com mudança no plano de TV a cabo (isso mesmo!a Franqueadora pagava absurdos $600 por mês!),
    • $4.7k com eliminação do escritório de contabilidade,
    • $3k com eliminação de Courier para deposito bancário (a Sra Executiva hoje que faz o serviço de banco),
    • $2.1k com mudança no plano de telefonia e redução de uma linha fixa,
    • $0.8k com tarifas bancarias

Conforme falei na primeira parte do post, o controle e redução de custos são importantes em qualquer empresa, porém é o aumento na Receita que garante uma boa geração de lucro e sustentabilidade para qualquer negocio.

Com investimento em marketing local, realizações de promoções e parcerias com outras empresas e principalmente a implantação de novos canais de venda, obtive um aumento médio de 47% nas vendas versus o ano anterior! Minha lucratividade ate agora esta em 13.7%, comparado com uma lucratividade de -9% da gestão anterior (resultado negativo).

Na primeira parte desse post também comentei sobre a excelente negociação que consegui, obtendo um incentivo nos royalties e fundo de marketing durante os dois primeiros anos. Dessa forma estou trabalhando forte para manter um bom crescimento nas vendas e controle de gastos para que, quando o incentivo acabar em 2020, eu consiga manter o mesmo nível de lucro atual.

Por agora estou extremamente satisfeito com os resultados, a equipe tem se mostrado muito comprometida (bem diferente dos colaboradores que eu tinha no Brasil). Ja consegui recuperar boa parte do investimento em apenas 10 meses.

Sinto que o grau de confiança da Franqueadora aumentou significativamente, acredito que boa parte por conta dos resultados alcançados. Recebi uma proposta recentemente de abrir uma segunda unidade do zero, porem o custo praticamente inviabilizara um retorno satisfatório. Alem do mais penso em tirar um pouco o pé do acelerador nos próximos anos para poder curtir meu período FIRE em 5 anos. Veremos o que desenrola nos próximos meses…

Abraço!

17 comentários sobre “Empreender no Canadá (Parte 2 de 2)

  1. Pingback: Retrospectiva 2018 e Metas para 2019 – Executivo Investidor

  2. Pingback: Minha Carteira​ de Investimentos​​ – Executivo Investidor

  3. Excelente seus posts detalhando sua experiência no Canadá EI!!!
    Parabéns pelos resultados.
    Uma pergunta, após os 2 anos com excelentes resultados, você teria oportunidade de “vender” o negócio, embolsando bastante lucro (“comprado” na baixa e “vendido” na alta)? Valeria a pena viver desse trabalho, “recuperador de empresas/franquias”?

    Curtir

    1. executivoinvestidor

      Boa tarde Filipe, obrigado!
      Eu tenho a possibilidade de vender sim mas dependeria de aprovação da Franquia (ou esperar até o “vencimento” do contrato de franquia que são 5 anos). Seguramente conseguiria um valor maior (estimo que entre 50-100%).
      Minha ideia inicial é manter o negócio até pelo menos o término do contrato pois mesmo com o término dos incentivos ainda terei uma boa lucratividade (continuo desenvolvendo o negócio e as vendas tem respondido muito bem).
      Em relação a tornar isso um trabalho (“recuperação de empresas/franquias”) certamente seria uma opção mas achar essas oportunidades não é fácil. Poderia ser consultor também o que pode ser uma alternativa para meu período FIRE!
      Muito boas suas perguntas! Em fevereiro terei doze meses de resultado da empresa e irei preparar um post comentado a experiência e resultados após esse primeiro ano!
      Abraço!

      Curtir

  4. Sinceramente acredito que vender o negócio não seria muito interessante (mesmo com lucro), a não ser que você queira definitivamente parar de trabalhar e incrementar o capital resultante da venda na carteira. Estou falando isso porque não é tão simples começar um negócio/franquia, se você está indo bem nela, não acho que seja vantajosa, só para realizar algum lucro. Você já criou o ponto, as pessoas toda vez que passam por ali inconscientemente sabem “tem tal franquia de alimentação ali, estou com fome”, então quase sempre um negócio quando é passado você paga um valor maior que o original (exceto quando o negócio vem dando prejuízo); quanto mais tempo você ficar num lugar, pior será vender o negócio, pois você já marcou presença em tal lugar, e começar do zero de novo é complicado. No Shopping aqui perto de casa, tem uma sorveteria que está no mesmo lugar há pelo menos 10 anos, talvez 20; eles se posicionaram estrategicamente perto da saída de modo que quando você está saindo do shopping pode pensar “acho que vou ir para o estacionamento tomando um sorvetinho”, e é claro que eles não querem nunca perder o ponto, na verdade isso acontece com todo o varejo. Então, na minha opinião, acredito que é mais rentável e menos estressante continuar fixo em um lugar, se você ver que é vantagem e estiver estável nos balanços… mas isso não impede, depois com o lucro da franquia, adquirir uma outra loja que esteja em uma situação difícil comprando por um preço acessível e tentar recuperar, na verdade nem precisa estar em situação difícil, é porque a população canadense está envelhecendo, as vezes era um casal de idosos que administrava e os filhos são profissionais autônomos (advogados, médicos , etc) e não têm tempo ou não querem saber disso, então acaba que fica vendendo a um preço bem razoável. Mas a ideia desse texto é ter pelo menos 1 negócio relativamente estável, e com os lucros proferidos por ele, pode ir tentando adquirir esses outros empreendimentos, qual problema? … Bom, mas essa é minha opinião e eu se eu tivesse uma franquia que estivesse estável eu ia me manter ganhando um $ mas abriria a mente para ter um capital de risco para outras façanhas, mas é claro que você tem que decidir o melhor para seu perfil.

    Curtir

    1. executivoinvestidor

      Muito bem colocado Daniel! Minha ideia justamente é manter o negócio mesmo após FIRE. Quando comprei o negócio já estava estabelecido a 9 anos no local então já é como um ponto da cidade. (Inclusive nos gps dos carros se buscar pelo nome do restaurante já aparece). Além disso como comentei nos posts tenho feito um forte trabalho para alavancar vendas que tem trazido ótimos resultados. Irei reavaliar daqui a 5 anos, até la continuo firme e forte e colhendo os frutos!
      Você tbm tem razão em relação a oportunidades surgirem devido ao envelhecimento da população. Tenho visto inúmeros negócios serem anunciados por esse motivo mas sinceramente uma franquia já me ocupa bastante e um dos motivos de minha vinda para cá foi ter mais qualidade de vida e mais tempo com a família!
      Abraço!

      Curtir

  5. Pingback: Resumo de Semana​ (26 Jan) – Executivo Investidor

  6. Lucas

    Olá amigo, desculpe a curiosidade, sou sou novato no seu blog, talvez vc tenha relatado isso em outra postagem:
    Você imigrou para o Canadá com a modalidade de visto de investidor? Se sim, qual o investimento mínimo necessário?

    Curtir

    1. executivoinvestidor

      Seja bem vindo! Eu já vim com status de residente permanente através do processo de pontuação Express Entry. Mas o processo de Investidor agora só existe no nível provincial não mais federal, então cada província determina suas regras.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s